fbpx

Saiba como resolver sua dívida com o Banco do Brasil

Tempo de leitura: 6 minutos

Nós sabemos que ter uma dívida com o Banco do Brasil pode ser uma situação bastante angustiante. Mas, acredite: você não está sozinho e há caminhos viáveis para resolver esse problema.

Neste artigo, vamos abordar tudo o que você precisa saber para enfrentar essa situação de maneira prática e eficiente. Falaremos sobre as consequências de uma dívida não paga, como consultar suas pendências, os passos para negociar com o banco e muito mais. 

Acompanhe nossas dicas para transformar essa situação em uma oportunidade de aprendizado e recuperação financeira! Vamos começar?

O que acontece se eu ficar devendo ao Banco do Brasil?

Quando você fica devendo ao Banco do Brasil, os primeiros impactos são os juros e multas que começam a ser aplicados sobre o valor devido. Com o tempo, a dívida pode aumentar consideravelmente, tornando-se cada vez mais difícil de ser quitada. 

Além disso, seu nome pode ser inscrito nos órgãos de proteção ao crédito, o que dificulta o acesso a novos créditos e financiamentos. Infelizmente, essa é uma situação muito comum: de acordo com dados da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), 66,12 milhões de brasileiros estavam com o nome sujo em dezembro de 2023.

Outras possíveis consequências são:

  • Perda de benefícios bancários: clientes inadimplentes podem perder benefícios, como limites de cheque especial e taxas de juros mais baixas;
  • Ações judiciais: o banco pode entrar com ações judiciais para cobrar a dívida, o que pode resultar em bloqueios de contas bancárias e penhora de bens;
  • Restrição em contratos: você pode enfrentar dificuldades para assinar contratos de aluguel, pois muitos proprietários verificam o histórico de crédito dos inquilinos;
  • Impacto emocional: a pressão constante das cobranças e a sensação de estar fora de controle podem causar estresse e ansiedade.

Por isso, é fundamental enfrentar a dívida de maneira proativa para evitar essas consequências e retomar o controle da sua vida financeira!

Quanto tempo leva para sujar o nome?

Após o vencimento da dívida, não existe um prazo mínimo estabelecido pelo Código de Defesa do Consumidor para que o credor registre você nos órgãos de restrição ao crédito. Na prática, a maioria das empresas espera cerca de 30 dias ou mais antes de fazer isso.

Mas calma, não é algo que acontece do dia para a noite. O banco precisa, primeiro, te avisar sobre a possibilidade de negativação. Esse aviso é a sua chance de resolver a pendência, seja pagando ou negociando a dívida, antes que seu nome seja incluído nos cadastros de inadimplentes.

Agora, se você conseguir pagar a dívida, a boa notícia é que a empresa credora tem que retirar o registro negativo em até 5 dias úteis. Isso é garantido pelo Código de Defesa do Consumidor. E mesmo que você negocie a dívida e comece a pagar parcelado, a negativação some assim que a primeira parcela é paga. 

Então, se você está preocupado com o impacto no seu crédito, há maneiras de evitar ou reverter isso rapidamente!

Como consultar minhas pendências?

Existem algumas formas de você consultar e negociar suas dívidas direto pelos canais do BB. São eles:

  • Aplicativo ou site: acesse a sua conta e, no menu principal, clique em “Solução de Dívidas”;
  • Envie  uma mensagem para o número no WhatsApp: (61) 4004-0001

Caso a sua dívida tenha sido vendida para a Ativos S.A, você conseguirá visualizá-la e negociá-la de forma segura e simples pelo site da Acerto. Veja o passo a passo:

  1. Entre no site da Acerto;
  2. Digite seu CPF e clique em “Consultar CPF”;
  3. Informe sua data de nascimento e clique em “Confirmar”;
  4. Complete seu cadastro ou entre com sua conta do Google;
  5. Caso você tenha alguma dívida pendente, você irá visualizá-la na tela seguinte.

Telefone para dívidas

Se você deseja falar diretamente com a Central de Atendimento do BB, os telefones são:

  • 4004-0001 (capitais e regiões metropolitanas);
  • 0800-729-0088 (outras localidades);
  • 0800-729-0088 (pessoas com deficiência auditiva/de fala).

Como resolver a dívida?

Ainda pelo site da Acerto, após seguir o passo a passo acima e visualizar a sua dívida, você poderá negociá-la com desconto e pagamento parcelado.

A negociação é personalizada e você consegue fazer tudo de forma rápida, descomplicada e sem ficar recebendo ligações de cobrança.

Como saber se o banco vendeu minha dívida?

Se a sua dívida foi vendida, a empresa compradora, também conhecida como empresa de cobrança, entrará em contato com você para negociar o pagamento. Esse contato pode ser feito por telefone, e-mail ou correspondência

Para saber se sua dívida foi vendida, você pode:

  • Consultar diretamente o Banco do Brasil: entre em contato com o banco para verificar o status da sua dívida e confirmar se ela foi transferida para outra empresa;
  • Verificar se alguma empresa de cobrança entrou em contato: preste atenção a qualquer comunicação de empresas de cobrança que possam estar tentando negociar a dívida;
  • Acessar a Acerto: utilize o site da Acerto para visualizar suas dívidas em aberto e o credor de cada uma.

A venda de dívida pode ser uma oportunidade para negociar condições mais favoráveis, já que as empresas de cobrança costumam oferecer descontos para incentivar o pagamento.

Estou com uma dívida impagável, o que fazer?

Se a dívida se tornou impagável, é importante saber que há opções para negociá-la e encontrar uma solução viável. Uma dívida pode parecer insustentável, mas com as estratégias certas, você pode reduzir seu impacto e criar um plano de pagamento que se encaixe no seu orçamento.

Para isso, uma das melhores alternativas é utilizar o site da Acerto, que oferece uma maneira prática de negociar suas dívidas. Você terá acesso a condições de pagamento mais vantajosas, que podem incluir descontos e opções de parcelamento personalizadas.

No site da Acerto, você pode:

  • Consultar suas dívidas pendentes;
  • Negociar diretamente online;
  • Aproveitar descontos e parcelamentos.

O banco pode pegar meu salário?

O Banco do Brasil não pode descontar automaticamente a dívida do seu salário sem uma ordem judicial

No entanto, se houver um acordo judicial ou se a dívida estiver relacionada a crédito consignado, em que o desconto é feito diretamente na folha de pagamento, o banco pode sim realizar o desconto.

Como fazer acordo com o Banco do Brasil?

Para fazer um acordo para quitar a sua dívida, você pode, também, usar o site da Acerto ou os canais de negociação do Banco do Brasil (veja os tutoriais e telefones acima!). 

Nesse caso, há a vantagem de discutir descontos e parcelamentos para encontrar a melhor forma de pagamento.

Acordo com boleto

No caso da negociação via Acerto, você poderá gerar o boleto de pagamento com o valor total do acordo ou das parcelas. Essa opção permite um controle melhor das finanças, pois você pode programar o pagamento de acordo com suas possibilidades.

Como conseguir desconto?

Para conseguir descontos na sua dívida, o primeiro passo é consultá-la e demonstrar interesse em quitar o débito. Geralmente, nas propostas de acordo você conseguirá flexibilizar os valores de juros e multas para pagamentos à vista ou em negociações bem fundamentadas.

Como voltar a ter crédito?

Para voltar a ter crédito após quitar uma dívida, é importante seguir alguns passos que vão ajudar a melhorar seu histórico financeiro. Vamos ver como fazer isso:

1. Pague todas as pendências

A primeira coisa a fazer é quitar todas as suas dívidas. Isso pode parecer óbvio, mas é fundamental. 

Ao pagar suas pendências, você começa a limpar seu nome e a melhorar seu histórico de crédito. Afinal, as instituições financeiras olham para o seu histórico de pagamentos para decidir se você é um bom pagador.

2. Solicite a retirada do seu nome dos órgãos de proteção ao crédito

Depois de pagar suas dívidas, peça ao credor que informe aos órgãos de proteção ao crédito para retirar seu nome da lista de inadimplentes. 

Isso é algo que eles devem fazer em até 5 dias úteis após o início do pagamento da dívida. Essa remoção é importante para que você não tenha problemas na hora de solicitar novos créditos.

3. Construa um histórico positivo

Esse é um passo contínuo e vital. Aqui estão algumas dicas para construir e manter um bom histórico de crédito:

Use o crédito com moderação

Comece utilizando pequenos créditos, como um cartão de crédito com limite baixo ou um empréstimo pequeno. Pague sempre em dia e, se possível, pague o valor total da fatura do cartão.

Mantenha um bom relacionamento com o banco

Ter uma conta corrente ativa, usar serviços bancários e manter um saldo positivo ajudam a mostrar que você é um cliente confiável.

Diversifique suas formas de crédito

Usar diferentes tipos de crédito, como empréstimos pessoais, financiamentos e cartões de crédito, e pagar todos em dia, pode ajudar a melhorar sua pontuação.

Evite muitas consultas de crédito

Fazer muitas solicitações de crédito em um curto período pode ser visto como um sinal de desespero e pode prejudicar sua pontuação.

Revise seu relatório de crédito regularmente

Verifique seu relatório de crédito periodicamente para garantir que todas as informações estão corretas e que não há registros indevidos. Se encontrar erros, solicite a correção imediatamente.

Voltar a ter crédito é um processo que requer disciplina e planejamento, mas com esses passos, você pode construir um histórico financeiro sólido e recuperar sua capacidade de obter crédito no futuro.

Esperamos que você tenha gostado deste conteúdo e que consiga quitar as suas dívidas para alcançar uma excelente saúde financeira. Estamos aqui para te ajudar! Não deixe de conhecer o site da Acerto.

Esse artigo foi útil?
[Total: 0Média: 0]

Roberta Firmino

Você pode gostar também