fbpx

Empréstimo para PE e MEI: como fazer

Tempo de leitura: 5 minutos

O acesso ao crédito é essencial para o crescimento de pequenas empresas e Microempreendedores Individuais (MEIs) no Brasil. Com um empréstimo, os empreendedores podem investir nos seus respectivos negócios, expandir a operação, comprar equipamentos ou mercadorias ou mesmo resolver problemas financeiros pontuais.

No entanto, esse parece ser um desafio para o empresariado no país. Segundo o Sebrae, 52% das pequenas empresas e MEIs não conseguem acesso a crédito. Isso ocorre por falta de garantias, histórico financeiro e as burocracias do processo.

São muitos os obstáculos financeiros enfrentados por pequenos negócios ou MEIs, desde custos de operação como aluguel, funcionários, e insumos; até fatores como uma margem de lucro menor, o que torna mais difícil arcar com os custos de operação e ainda investir no crescimento do negócio.

Se você é pequeno empreendedor ou MEI e quer aprender como obter um empréstimo, veio ao lugar certo. Continue com a gente neste artigo que vamos lhe explicar tudo sobre essa modalidade de empréstimo e como você pode solicitá-la. 

Empréstimos disponíveis para PE e MEI

Existem diferentes tipos de empréstimos disponíveis para atender às necessidades específicas de pequenas empresas e MEIs. As instituições financeiras tradicionais oferecem empréstimos, enquanto as plataformas P2P (Peer-to-Peer) conectam empreendedores a investidores.

Vamos entender melhor como elas funcionam na prática.

Empréstimos de instituições financeiras

Os empréstimos de instituições financeiras são a opção mais tradicional. Nesse tipo, as emprsas (como bancos, financeiras e cooperativas de crédito) oferecem uma variedade de produtos e serviços financeiros, incluindo empréstimos para pequenas empresas e MEIs.

A principal vantagem é que os empréstimos de instituições financeiras costumam ter taxas de juros mais baixas do que outras opções, mas também podem exigir garantias, como imóveis ou veículos, então é importante atender a esses requisitos. 

Empréstimos P2P (peer-to-peer)

Os empréstimos P2P, ou empréstimos entre pessoas, são uma opção relativamente nova. Neles, os investidores individuais emprestam dinheiro a pequenas empresas e MEIs.

Essa modalidade costuma ter taxas de juros mais altas do que os empréstimos de instituições financeiras, mas também podem ser mais flexíveis em termos de requisitos e prazos. Por isso, é importante avaliar todas as condições oferecidas antes de contratar. 

Outras opções

Além dos empréstimos de instituições financeiras e P2P, existem outras opções disponíveis para pequenas empresas e MEIs. Algumas dessas opções incluem:

  • empréstimos governamentais, em que o governo federal oferece diversos programas de empréstimos para pequenas empresas e MEIs, como o Pronampe (Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte);
  • empréstimos de fundos de investimento, que oferecem crédito para pequenas empresas e MEIs, mas costumam exigir garantias e ter taxas de juros mais altas;
  • empréstimos de familiares e amigos, uma opção que pode ser conveniente, mas é importante definir os termos da transação com clareza para evitar conflitos futuros.

Como escolher o empréstimo adequado?

O acesso ao crédito pode ser uma ferramenta importante para o crescimento do seu negócio. No entanto, é importante escolher o empréstimo adequado para evitar o endividamento excessivo.

Aqui estão algumas dicas para escolher com precisão e assertividade o crédito ideal para a sua empresa:

  • compreenda suas necessidades: por que você precisa do empréstimo? Você precisa de dinheiro para investir no negócio, expandir a operação, ou resolver problemas financeiros pontuais? É importante entender qual o objetivo;
  • compare as opções disponíveis: pesquise diferentes tipos de empréstimos, credores, e condições de pagamento;
  • considere suas condições financeiras: avalie sua renda, suas despesas e o seu histórico financeiro antes de fazer a solicitação.

Além disso, é importante atentar-se a outros dois fatores que explicaremos a seguir. 

Compare as taxas de juros

As taxas de juros são o principal custo de um empréstimo. Por isso, é importante comparar as taxas de juros de diferentes opções antes de fazer uma escolha.

As taxas de juros podem variar significativamente, dependendo do tipo de empréstimo, do credor, e do seu histórico financeiro. Em geral, os empréstimos com garantias, como imóveis ou veículos, têm taxas de juros mais baixas do que a opção sem garantia. 

Avalie as condições de pagamento

Além das taxas de juros, é importante avaliar as condições de pagamento do empréstimo, como:

  • o prazo de pagamento — período de tempo que você terá para pagar o empréstimo, então escolha com sabedoria para se alinhar à sua organização financeira e, principalmente, ao fluxo de caixa do seu negócio para pagar as parcelas com conforto;
  • o valor das parcelas — quantia que você pagará mensalmente, sendo um dos fatores mais importantes para avaliar se caberá seu orçamento;
  • taxas de amortização — valores  aplicadas ao saldo devedor do empréstimo para reduzir o valor da dívida.

É importante escolher um prazo de pagamento que seja adequado para o fluxo de caixa do seu negócio e que permita que você pague as parcelas com conforto.

Documentação necessária e processo de solicitaçãoVai dar entrada em um empréstimo focado nas características da sua empresa? A seguir, destacamos alguns pontos que você precisa se atentar para que o processo seja tranquilo, ágil e seguro.

Documentos essenciais para a solicitação

A documentação para solicitar um empréstimo varia de acordo com a instituição financeira ou credor. No entanto, alguns documentos básicos costumam ser exigidos, como:

  • documento de identificação: RG ou CNH
  • documento do negócio: CNPJ ou MEI
  • Declaração de Imposto de Renda: Pessoa Física ou Jurídica
  • Demonstrativo de renda: extratos bancários, faturas de cartão de crédito ou outros documentos que comprovem a sua renda

Processo Simplificado de Solicitação

O processo de solicitação de um empréstimo também varia de acordo com a instituição financeira ou credor. No entanto, o processo geralmente envolve os seguintes passos:

  1. Preenchimento de formulário: o solicitante deve preencher um formulário de solicitação de empréstimo, fornecendo informações sobre o negócio e o objetivo do empréstimo;
  2. Análise de crédito: a instituição financeira ou credor analisará o crédito do solicitante para determinar se ele é elegível para o empréstimo;
  3. Aprovação ou reprovação: se o empréstimo for aprovado, o solicitante receberá uma carta de aprovação com os termos do empréstimo.

Dicas para uso responsável de empréstimos empresariais

O empréstimo é uma ferramenta poderosa que pode ajudar a impulsionar o crescimento do seu negócio. No entanto, é importante utilizar o empréstimo de forma responsável para evitar o endividamento excessivo.

Aqui estão algumas dicas para usar o empréstimo de forma responsável:

  • antes de solicitar o empréstimo, defina os objetivos que você deseja alcançar com o dinheiro;
  • certifique-se de que pode pagar o empréstimo com as receitas do seu negócio;
  • use o empréstimo para investir no seu negócio, não para comprar bens de consumo;
  • atente-se ao seu saldo devedor e faça os pagamentos em dia.

Investindo o empréstimo de forma estratégica

Antes de solicitar um empréstimo, é importante definir um objetivo claro para o dinheiro. Você precisa de recursos para investir no negócio, expandir a operação ou resolver problemas financeiros pontuais?

  • se você está investindo no negócio, certifique-se de que o investimento terá um retorno positivo, gerando mais receita do que os custos com o investimento;
  • se pretende expandir a operação, faça estudos e análises para entender a viabilidade dessa expansão, se irá trazer os lucros que está prevendo e se será uma boa oportunidade de investimento;
  • se você precisa resolver problemas financeiros pontuais, certifique-se de que os problemas não se repetirão e que irá definitivamente corrigi-los, evitando que virem uma bola de neve ou mesmo uma nova dívida ou problema financeiro para o seu negócio.

Evitando armadilhas financeiras

Aqui estão algumas armadilhas financeiras que você deve evitar ao solicitar um empréstimo:

  • não se endivide mais do que você pode pagar: é importante escolher um empréstimo que você possa pagar com conforto. Se as parcelas do empréstimo forem muito altas, você pode se endividar e prejudicar o crescimento do negócio;
  • não use o empréstimo para pagar dívidas existentes: se você já está endividado, é importante usar o empréstimo para investir no negócio ou expandir a operação. Usar o empréstimo para pagar dívidas existentes pode apenas piorar a situação;
  • não assine um contrato sem lê-lo com atenção: antes de assinar um contrato de empréstimo, leia-o com atenção e certifique-se de entender todos os termos e condições.

Confira mais artigos como este no Blog Acerto e mantenha sua saúde financeira em dia. Aproveite também e siga a Acerto no Instagram para ficar por dentro de todas as novidades que impactam a sua vida financeira.

Esse artigo foi útil?
[Total: 1Média: 5]

Tags relacionadas

Leandro Jesus

Você pode gostar também